Suspensões (P2) - Eixos Rígidos e Semi-Rígidos

Eixos Rígidos

As suspensões com eixos rígidos são constituídas por varões em aço (eixo propriamente dito) cujas extremidades levam conjuntos de molas ou molas e amortecedores que, por seu turno, são ligados às rodas.

 

Este tipo de solução é muito utilizada em veículos de trabalho ou todo-o-terreno, de modo a poder suportar duras condições de utilização.

Por vezes, são adoptados em veículos ligeiros de passageiros, quer por razões técnicas quer por razões de custo - devido à sua maior simplicidade de construção. É que, nalguns casos de veículos com um centro de gravidade (centro onde está concentrado o seu peso) elevado (mais alto), torna-se necessário ter menos flexibilidade e maior sustentação no eixo traseiro - de modo a evitar um rolamento de carroçaria que comprometa a eficácia dinâmica.

 

Eixos Semi-Rígidos

Este tipo de eixos têm a particularidade de se deformarem até um determinado ponto. Imagine uma toalha a ser torcida - é um efeito parecido.

Além dos conjuntos mola/amortecedor absorverem as irregularidades do piso, o eixo deforma-se de modo a poder dar mais flexibilidade entre as suspensões esquerda e direita.