Inovações Tecnológicas (Parte IV - Veículos Híbridos)

Mais uma vez, a necessidade de reduzir as emissões levou a que os construtores procurassem alternativas aos motores de combustão interna.

O primeiro resultado foi o aparecimento de veículos que possuem um motor eléctrico para além do motor de combustão interna habitual.

O motor eléctrico auxilia ou substitui o motor de combustão interna de acordo com as necessidades de locomoção do veículo:

Baixa Velocidade

Em arranque apenas funciona o motor eléctrico.

O motor de combustão arranca apenas se em grande carga, ou para carregar as baterias

Cidade

O motor de combustão raramente intervém, ficando a cargo do motor eléctrico a dinâmica do veículo. Só em condições de elevada carga este pode ser “chamado” a intervir.

Auto-Estrada

É utilizado principalmente o motor de combustão interna, que poderá no entanto ser auxiliado pelo motor eléctrico quando se circule em velocidades estabilizadas em zonas planas.

 

Subidas

Ambos os motores funcionam:

  • O motor de combustão reparte a sua potência entre as rodas e o gerador
  • O motor eléctrico consome energia do gerador e das baterias
  • O consumo é reduzido

Descidas, Abrandamento e Travagens

O motor eléctrico auxilia a travagem, funcionando como gerador para recarregar as baterias.

Ao “ralenti” o motor de combustão desliga-se, poupando combustível e diminuindo as emissões de gases nocivos.