Diferencial de Acoplamento Viscoso

O que é?

Os veículos de tração total com3 diferenciais têm um diferencial para transmitir movimento às rodas do eixo da frente, outro para o eixo traseiro e um terceiro colocado centralmente para coordenar o movimento entre os dois eixos de tração do veículo. O acoplamento viscoso funciona através de um efeito que se pode explicar de uma forma muito simples: Imagine um frasco contendo mel de abelha no seu interior e coloque uma colher no seu interior. Se rodar a colher devagar, esta consegue mover-se dentro do espesso líquido que é o mel. Se, pelo contrário, começar a acelerar a rotação da colher, o frasco começa a rodar devido ao arrastamento. Se imaginarmos que o “frasco” está ligado a um eixo do veículo e a “colher” ao eixo contrário, facilmente se percebe que, quando as rodas do eixo ligado à “colher” patinarem por falta de aderência, fazem acelerar o “frasco” que transmite mais potência e binário para o eixo contrário e vice-versa de um eixo para o outro passando capacidade de tração de um lado para o outro sempre que for necessário. Quem desempanha o papel de “frasco” e “colher” no verdadeiro acoplamento viscoso associado ao diferencial central são os corpos interiores e exteriores que contêm uns discos que trabalham intercalados para se poderem arrastar entre si. Quem faz o papel do “mel” é um fluido à base de silicone – que está contido no interior do acoplamento e preenche o espaço circundante aos discos.

Para que serve?

O acoplamento viscoso é utilizado no diferencial central dos veículos de tração total (4x4) que utilizam 3 diferenciais. O objectivo deste órgão é permitir passagem de tração para um eixo do veículo quando o eixo restante patina por falta de aderência, aumentando a segurança durante a condução.