Mazda regista novo recorde de vendas no 3º trimestre do Ano Fiscal a nível mundial

Registando um novo valor recorde pelo terceiro ano consecutivo, a Mazda Motor Corporation registou vendas globais de 1.186.000 unidades entre os meses de Abril e Dezembro de 2017, período que corresponde aos primeiros 9 meses do seu Ano Fiscal 2017-18. Tal corresponde a um aumento de 25.000 unidades (+2%) face ao mesmo período de 2016*.

 

 

Um pouco por todo o mundo, os crossovers Mazda – encabeçados pelo novo SUV Mazda CX-5 – desencadearam o crescimento do volume de negócios de veículos. A Mazda registou um novo recorde na China, num aumento de 8% nas vendas no período anual homólogo, totalizando 245.000 unidades no final desses três trimestres fiscais. No Japão, o seu mercado interno, os resultados são igualmente positivos, com um crescimento de 5%. Os dados relativos à Europa traduzem-se em 172.000 unidades**, com as vendas a registar um crescimento de 18% em França. Também Espanha (+10%), Holanda (+8%) e Alemanha (+7%) registaram aumentos significativos.

 

No que respeita ao sector financeiro, as receitas totais aumentaram 8% (ou ¥ 199 milhões), fixando-se nos ¥ 2.550 biliões (€ 19.800 milhões). A Mazda aumentou também os lucros operacionais em 5%, o que corresponde a ¥ 107.000 milhões (€ 830 milhões), e reportou um crescimento de 6% nos resultados líquidos, o equivalente a ¥ 84.900 milhões (€ 658 milhões).

 

Visando manter a tendência de crescimento e satisfazer a forte e contínua procura, a Mazda começou a produzir o CX-5 em Hofu, no Japão. Tal reflecte a crescente popularidade dos crossovers Mazda, cujo peso no volume total de vendas deverá ultrapassar os 40% no final do presente Ano Fiscal. Ainda em termos de produção, para além do incremento no fabrico de motores na Tailândia, foi anunciada a implantação, em regime de joint-venture com a Toyota, de uma nova fábrica nos EUA, em Huntsville (Estado do Alabama), onde a Mazda prevê produzir modelos SUV a partir de 2021. O desenvolvimento de tecnologias para veículos eléctricos, a realizar através da EV C.A. Spirit Co., Ltd, baseada noutra joint-venture com a Toyota e o fabricante de componentes japonês Denso, está a evoluir de acordo com o previsto.

 

Entre as mais importantes novidades de produto, destaca-se o motor SKYACTIV-X, o qual, uma vez chegado ao mercado em 2019, deverá tornar-se no primeiro motor a gasolina de ignição por compressão disponível comercialmente. Enquanto isso, o novo rumo do design de veículos, tal como surgiu nos mais recentes protótipos, como o premiado Mazda VISION COUPE, deverá impulsionar os resultados futuros.

 

Observando em permanência a situação a nível mundial, a Mazda prevê condições de mercado favoráveis em termos financeiros, tendo mantido as suas estimativas iniciais para o Ano Fiscal que termina a 31 de Março próximo. Assim, a nível de vendas, deverá ser atingido um número recorde de 1,6 milhões de viaturas em todo o mundo; o lucro operacional deverá ascender aos ¥ 150.000 milhões (€ 1.150 milhões); os lucros líquidos apontam para ¥ 100.000 biliões (€ 769 milhões) com base numa receita de ¥ 3.500 biliões (€ 26.900 milhões). Os dividendos por acção, previstos para o segundo semestre, mantêm-se igualmente inalterados nos ¥ 20, ascendendo aos ¥ 35 no cômputo global do Ano Fiscal.

 

* Fonte: Mazda Motor Corporation: “Resultados Financeiros Consolidados do Terceiro Trimestre do Ano Fiscal findo a 31 de Março de 2018”. Câmbios do Euro: € 1 = ¥ 129 para os primeiros nove meses e € 1 = ¥ 130 nas previsões para a totalidade do ano.

** UE, EFTA & Turquia