Novo Peugeot 508 – A Berlina Radical

Tudo muda no novo Peugeot 508: nova arquitetura, rebaixada e compacta, novo design exterior fluido e musculado, e interior espetacular que integra uma nova interpretação do Peugeot i-Cockpit®. O novo Peugeot 508 promete, assim, sensações intensas.

 

O seu comportamento dinâmico exemplar, as suas novas motorizações, a sua vasta dotação tecnológica, bem como o salto geracional em termos de qualidade, fazem do novo Peugeot 508 o porta-estandarte mundial da subida em gama da Marca.

 

“Eis o novo Peugeot 508. Após o sucesso dos nossos lançamentos mais recentes e da nossa ofensiva SUV com os Peugeot 2008, 3008 e 5008, tínhamos de avançar para a nossa visão de uma grande berlina Peugeot com a mesma ambição: agitar o mercado com uma proposta capaz de rivalizar com os melhores. E, no que respeita ao segmento D, estamos a falar dos melhores construtores mundiais. Mais do que nunca, o novo Peugeot 508 impõe-se como a ilustração perfeita da nossa ambição de há muitos anos a esta parte: fazer da Peugeot o melhor construtor generalista topo de gama.”

Jean-Philippe Imparato, Diretor Geral da Peugeot

 

Mudar o conceito num segmento conservador

No segmento tradicional das berlinas do segmento D, assistimos, na Europa, a uma estagnação do mercado durante os últimos quatro anos, após uma década de declínio. Atacadas por todos os lados pela multiplicação de ofertas e de arquiteturas, nomeadamente pelos SUV, as grandes berlinas apenas se mostram através das propostas dos construtores premium, cada vez mais variadas e pronunciadas.

 

Neste contexto, para o novo Peugeot 508, a ambição dos designers da marque era clara: passar de uma silhueta clássica de 4 portas com um volume de bagageira para uma morfologia de berlina/coupé de 5 portas, ao melhor estilo fastback.

 

Um design arrojado

“O novo Peugeot 508 vem coroar uma gama totalmente renovada em termos de design. O modelo capitaliza todos os pontos fortes estilísticos que temos desenvolvido nos nossos concepts mais recentes, à imagem do Peugeot EXALT ou do Peugeot INSTINCT. Aliás, o i-Cockpit® do novo Peugeot 508 é uma derivação direta do concept EXALT.”

Gilles Vidal, Diretor de Design Peugeot

 

Ao primeiro olhar, o novo Peugeot 508 surpreende pela força da sua expressividade e a sua postura dinâmica. Trata-se de um automóvel baixo – apenas 1,40 m – e apresenta linhas fluidas e aerodinâmicas num espírito coupé.

 

A secção dianteira é impressionante, talvez mesmo agressiva. A grelha estreita e trabalhada num padrão quadriculado impõe-se entre as óticas Full LED, inspiradas no Peugeot INSTINCT, o mais recente concept car da Marca. Com o Leão posicionado no centro da grelha e o logótipo “508” na extremidade do capot, o novo Peugeot 508 apela à tradição dos seus ilustres irmãos mais velhos Peugeot 504 e 504 Coupé.

 

A assinatura visual vertical das luzes diurnas em LEDs opalescentes assegura uma identidade forte e exclusiva. Longilíneas e adelgaçadas, estas luzes enquadram a frente do automóvel numa espécie de parêntesis, alongando-se dos grupos óticos dianteiros às entradas de para-choques.

 

O capot plano e recolhido foi rebaixado ao máximo a fim de conferir mais dinamismo ao conjunto. Foi trabalhado para oferecer as linhas o mais puras possível, vistas, tanto de frente como de perfil. Na indústria automóvel, este tipo de conceção do capot apenas é utilizado em veículos premium ou excecionais.

 

Todos estes atributos conferem ao novo Peugeot 508 uma forte personalidade e reforçam a perceção concreta de uma qualidade topo de gama.

 

Visto de perfil, o novo Peugeot 508 revela proporções perfeitamente equilibradas com uma postura forte. A linha de tejadilho é baixa, alongada e fluida, no mais puro padrão premium. O automóvel tem uma aparência compacta, sendo que, de facto, o seu comprimento está fixado nos 4,75 m. As superfícies vidradas, perfeitamente integradas, tornam a silhueta ainda mais perfeita e revelam portas sem moldura. Nada interfere no perfil dinâmico: não há a típica interferência com o capot, os montantes das janelas ou as molduras das portas, as junções e os afloramentos encontram-se reduzidos graças ao melhor savoir-faire, as rodas foram adaptadas para preencher na perfeição os guarda-lamas, a antena de tejadilho foi suprimida (sendo agora um elemento em serigrafia). Deste modo, a Peugeot coloca a sua experiência ao serviço da estética e da qualidade.

 

Na traseira, encontramos uma faixa horizontal em preto brilhante, enquadrada pelas óticas traseiras, uma característica da expressividade da secção traseira dos mais recentes modelos da Marca. Mas o que se nota de imediato são as óticas traseiras Full LED tridimensionais. Derivado diretamente do trabalho realizado para os mais recentes concepts da Peugeot, desde o QUARTZ, estes grupos óticos, iluminados de dia e de noite, com uma intensidade adaptativa, permitem uma leitura permanente e apresentam garras coloridas desde a lateral ao centro da traseira. É um conceito simultaneamente identitário, enriquecedor e que inspira confiança.

 

A secção traseira revela, também, uma das originalidades do novo Peugeot 508: um portão habilmente dissimulado, que concilia estilo e funcionalidade com uma acessibilidade otimizada à bagageira com 487 litros de capacidade líquida.

 

3 perguntas a … Pierre-Paul Mattei, Responsável pelo Design do novo Peugeot 508

Em que se inspirou para desenhar o novo Peugeot 508?

“A nossa missão consistia em traduzir as ambições do projeto através do design. E essa ambição era dupla: encarnar a subida em gama da marca e assegurar que o nosso automóvel pudesse desempenhar um papel importante no mercado híper-exigente das berlinas do segmento D. Para chamar a atenção, demarcar-se e diferenciar-se dos seus concorrentes, o novo Peugeot 508 tinha de ser desenvolvido com proporções únicas e espetaculares. Estas proporções otimizadas permitem-nos também responder às exigências de elegância da marca Peugeot com simplicidade e sobriedade.”

 

Qual foi a secção do automóvel mais difícil de conceber? Porquê?

“A secção traseira revelou-se a mais complexa de executar, uma vez que o dinamismo do modelo é conferido por este desenho descendente do tejadilho. Mas como também tínhamos de preservar a habitabilidade e garantir uma acessibilidade dentro das normas do segmento, foi preciso rever a forma como habitualmente concebemos a estrutura de um automóvel. Isso levou-nos, por exemplo, a realizar uma verdadeira proeza em termos de estampagem, da qual nos apercebemos, principalmente, através da amplitude dos guarda-lamas traseiros. Nunca antes tínhamos feito tal coisa na Peugeot. Geralmente, esta é uma solução reservada aos modelos desportivos. Foi preciso rever todos os nossos referenciais em termos de estampagem para obter este tipo de processo.

 

O que há de especial no design do novo Peugeot 508?

“Na verdade, rompemos com todos os conceitos tradicionais relacionados com a morfologia de uma berlina do segmento D. Para termos este tipo de proporções num comprimento que foi reduzido em 8 cm face à anterior geração, tivemos que, por exemplo, recuar o montante de abertura das janelas para ‘devolver’ o capot ao automóvel. Há, também, a tecnologia das portas sem moldura, que nos permitiu tornar a carroçaria mais baixa em comparação com os seus principais concorrentes no segmento. O automóvel é 6 centímetros mais baixo do que o modelo anterior, contribuindo para uma largura percetível que, na realidade, se encontra na média da classe. Tendo em conta que este automóvel devia ser muito bom em termos aerodinâmicos, desenhámo-lo mais estreito na traseira do que na frente, contrariamente à impressão inicial. Obtivemos essa presença e esta forma de estar na estrada, graças a esse estreitamento da carroçaria na zona do habitáculo, o que também nos permitiu conceber guarda-lamas traseiros com uma amplitude raramente alcançada. É um dos segredos da postura do novo Peugeot 508.

 

Por conseguinte, o estilo exterior adelgaçado e musculado do novo Peugeot 508 não deixa ninguém indiferente. E, se ele é altamente promissor no exterior, possui um interior igualmente espetacular.

 

Um habitáculo ampliado pelo Peugeot i-Cockpit®

Aceder ao habitáculo do novo Peugeot 508 equivale a entrar num outro mundo, surpreendente, original e de alta qualidade. O olhar é prontamente captado por um painel de bordo espetacular e decididamente topo de gama. O novo Peugeot 508 adota na íntegra a mais recente interpretação do Peugeot i-Cockpit®.

 

Após a sua aparição, em 2012, no Peugeot 208, o sistema tem vindo a evoluir ao ritmo e à medida das criações da Marca. Do Peugeot 2008, passando pelo Peugeot 308 e pelos mais recentes SUV Peugeot 3008 e 5008, são já três as gerações do Peugeot i-Cockpit® que se impuseram como forte indicador das produções da Marca do Leão.

 

Assim, os elementos essenciais do Peugeot i-Cockpit® são:

-          um volante compacto;

-          um grande ecrã tátil HD capacitivo com 10 polegadas de largura, com formato 8/3;

-          um painel de instrumentos tipo head-up display, digital e de alta resolução com 12,3 polegadas.

 

Inteiramente parametrizável e personalizável (seis modos de visualização diferentes), este painel está posicionado sobre o aro do volante e agrupa, bem no eixo de visão para a estrada, todas as informações úteis à condução (incluindo a inédita visão noturna).

 

Quanto ao ecrã central tátil, está perfeitamente integrado no tablier, praticamente ao mesmo nível do painel de instrumentos. Com uma dimensão de 8 polegadas no nível de equipamento de entrada Active, o ecrã tátil capacitivo passa a ser de Alta Definição e de 10 polegadas a partir do nível Allure. É acompanhado por um conjunto de 7 toggle switches (teclas tipo piano) impecavelmente integrados no corpo do tablier e que possibilitam um acesso direto e permanente às principais funções de conforto: rádio, climatização, navegação, parâmetros do veículo, telefone, aplicações móveis e i-Cockpit® Amplify (ver descrição abaixo).

 

Bem em evidência na consola central, o comando da caixa automática de 8 velocidades é de funcionamento elétrico por impulsos. O seu design reforça ainda mais a modernidade do posto de condução e é parte integrante – juntamente com as patilhas no volante – do prazer de condução.

 

O novo Peugeot 508 dispõe igualmente do i-Cockpit® Amplify. Graças a este sistema, a escolha ente 2 ambientes totalmente parametrizáveis (“BOOST” e “RELAX”) apela fortemente aos sentidos:

-          A visão, ao jogar com a intensidade das luzes ambiente e a cor nos ecrãs;

-          A audição, com os parâmetros de ambiente musical;

-          O tato, com as massagens multiponto integradas nos bancos.

 

O i-Cockpit® Amplify atua igualmente nas funções dinâmicas do automóvel, através do seletor do modo de condução (ECO/Sport/Confort/Normal), sendo ainda enriquecido com o controlo do amortecimento, no caso das versões equipadas com suspensão pilotada.

 

Por fim, este posto de condução único e muito elegante propicia uma experiência de condução estimulante e intuitiva no quotidiano.

 

Uma experiência de condução intensa

“Na Peugeot, o prazer de condução é um ponto obrigatório do caderno de encargos de cada novo modelo. Com o novo Peugeot 508, não tivemos apenas como objetivo garantir um comportamento dinâmico exemplar, mas também colocar o seu requinte de condução como ‘A’ referência do segmento! Para aí chegar, explorámos as vantagens da plataforma EMP2, bem como do Peugeot i-Cockpit… “

Laurent Blanchet, Diretor de Produto Peugeot

 

Em termos do prazer de condução, o novo Peugeot 508 não renega o seu ADN. Por conseguinte, beneficia das tecnologias e do savoir-faire desenvolvidos no Groupe PSA:

-          utilização da plataforma EMP2, seguramente uma das melhores plataformas atuais, capaz de garantir não só elevadas qualidades dinâmicas como também integrar a espiral virtuosa de redução do peso (- 70 kg, em média, em relação à geração anterior), em benefício dos consumos, da segurança passiva e das performances;

-          implementação de uma nova técnica de soldadura da carroçaria reforçada com 24 m de cola estrutural, em benefício de uma maior rigidez e garantia de uma melhor resistência ao passar do tempo;

-          implantação de um berço dianteiro filtrado para assegurar uma suavidade de suspensão otimizada;

-          adoção de um trem traseiro multi-braços associado, nas versões mais elevadas da gama, a uma suspensão de amortecimento variável e pilotado – Active Suspension Control (de série nas versões GT e em todas as motorizações a gasolina, e em opção nas versões 2.0 Diesel);

-          regulação adaptada do tipo de pisar da estrada em todas as motorizações, a fim de garantir o melhor nível de conforto vertical e de filtragem das irregularidades da estrada;

-          calibração da direção com assistência elétrica para garantir um compromisso suavidade/firmeza em todas as situações de condução, conferindo uma capacidade de manobra fora do comum;

-          generalização de uma transmissão automática moderna e fiável através da utilização da nova caixa de velocidades automática de 8 relações EAT8, associada a um comando elétrico por impulsos.

 

Tudo isto associado ao Peugeot i-Cockpit® e ao seu volante compacto, proporcionando múltiplas sensações de condução, garante um resultado simplesmente deslumbrante.

 

“A ligação ao solo do novo Peugeot 508 beneficia de um subtil equilíbrio entre dinamismo, conforto e segurança a um nível excecional. Este equilíbrio visa manter um elevado nível de prestações no maior número de condições possíveis, tanto no dia-a-dia como numa utilização a longo prazo. Além disso, o condutor tem a possibilidade de adaptar o carácter do veículo conforme as suas exigências, através da suspensão pilotada e da seleção dos modos de condução.”

Yann Bonny – Diretor de Dinâmica de Veículos

 

3 perguntas a… Pascal Delabarre, Diretor do Projeto do novo Peugeot 508

Pode indicar-nos alguns dos desafios técnicos que marcaram a conceção deste automóvel?

“Foram muitos! No que respeita à carroçaria, por exemplo, introduzimos uma técnica de soldadura dos painéis reforçada por uma colagem de estrutura, solução já utilizada por alguns construtores premium, que permite reforçar a rigidez da carroçaria e garantir um isolamento acústico muito melhor. Destacaria ainda a eliminação sistemática de pesos excessivos, o que nos permitiu poupar, em média, 70 quilos no peso do automóvel. Foi um enorme desafio, uma vez que certos equipamentos, como o sistema de motorização do portão traseiro e as portas sem molduras, são bem mais pesados do que as soluções convencionais. Isto implicou soluções radicais, como a estampagem a quente, o capot e os guarda-lamas traseiros em alumínio, ou o portão traseiro em material termoplástico. Por fim, a adoção da nova geração do Peugeot i-Cockpit®, com toda a sua sofisticada ergonomia, dominou a construção da secção dianteira do habitáculo.”

 

Como se consegue garantir um bom isolamento acústico com as portas sem moldura?

“Desde o início do projeto que optámos por trabalhar com os melhores fornecedores, que dominam verdadeiramente a tecnologia. Alguns exemplos: a Saargummi, que forneceu todos os elementos vedantes, e a Inteva nos elevadores dos vidros, dois fornecedores altamente especializados e que trabalham maioritariamente com construtores premium alemães. Adicionalmente, em resultado da estrutura de carroçaria reforçada, conseguimos obter uma maior rigidez e, por conseguinte, tivemos menos limitações ao nível das portas e da superfície vidrada. Por último, aumentámos a espessura dos vidros em 1 milímetro, face à norma. Todas estas soluções, sem exceção, estão presentes, por exemplo, num Audi A5 Sportback.”

 

O que destacaria mais neste projeto?

“A obsessão diária, em todos os domínios e de todas as equipas, de forma a garantir o melhor nível de qualidade. Fosse para a qualidade funcional, percebida ou mesmo na utilização, fizemos questão de envolver toda a gente, incluindo fornecedores, na realização das nossas ambições. Isso permitiu-nos, desde muito cedo, estar em linha com os nossos objetivos e apresentar agora um veículo irrepreensível e que assim se manterá mesmo depois de passados muitos anos após a sua comercialização.”

 

Um conforto topo de gama e uma qualidade irrepreensível

Este novo Peugeot 508 é um convite a uma viagem topo de gama. Com efeito, a escolha e a qualidade dos materiais, tanto ao nível da decoração como dos revestimentos dos bancos, e o cuidado colocado nos acabamentos estão conjugados de modo a mergulhar os ocupantes num ambiente tranquilo, moderno e requintado.

 

O banco do condutor (e o do passageiro a partir do nível Allure Business) obteve, assim, a certificação AGR (Aktion für Gesunder Rücken, associação independente alemã de especialistas em ortopedia e ergonomia), em reconhecimento da sua ergonomia e das suas múltiplas regulações que, em opção a partir do nível Active, incluem regulação longitudinal e da inclinação do assento, bem como do apoio lombar (4 vias com comando pneumático elétrico).

 

Em opção, os bancos podem também dispor de regulações elétricas de 8 vias com duas memórias.

 

Ambos os bancos dianteiros envolventes podem, também em opção, montar um sistema de massagem pneumática de 8 bolsas, com 5 programas diferentes de massagem.

 

Podemos também contar com muitos espaços de arrumação – até aos 32 litros de capacidade – repartidos por todo o habitáculo, assim como diversas tomadas (4 entradas USB para dispositivos móveis, a partir do nível Allure, 1 entrada jack no apoio de braços, 2 tomadas de 12V, uma das quais na bagageira).

 

O teto de abrir panorâmico é do tipo spoiler e de grandes dimensões.

 

Para o seu sistema Hi-fi topo de gama, a marca recorreu, uma vez mais, à FOCAL®, grande especialista francês em sistemas acústicos.

 

Esta experiência a bordo é igualmente reforçada por uma riqueza interior que contribui fortemente para a excelência do nível de qualidade percebida e da modernidade vivida no habitáculo. A escolha dos materiais e a sua perceção, bem como o rigor da montagem de todos os elementos, integram o universo das berlinas de luxo: couro pleine fleur ou Nappa, cromados acetinados, lacados a preto, Alcantara®, madeira natural (carvalho acinzentado no nível GT Line ou GT, ou essência de Zebrano exclusivamente no nível GT), etc.

 

Esta excelência traduz-se também pela profusão de equipamentos de conforto e de segurança.

 

Um nível impressionante de equipamentos e de ajudas à condução

O novo Peugeot 508 oferece um conjunto de ajudas à condução de última geração em resposta, designadamente, às exigências dos testes de colisão EuroNCAP, cada vez mais elevadas:

-          Sistema de visão noturna (Night vision) inédito no segmento;

-          Travagem automática de emergência de última geração (deteta peões e ciclistas, de dia e de noite, até 140 km/h) e Alerta de risco de colisão;

-          Alerta ativo de transposição involuntária da faixa (ou da berma);

-          Alerta de atenção do condutor por câmara;

-          Assistente automático de máximos;

-          Reconhecimento dos sinais de velocidade e de recomendação;

-          Reconhecimento alargado de sinais de trânsito (Stop, sentido proibido);

-          Cruise Control adaptativo com função Stop & Go (com caixa automática EAT8);

-          Ajuda à manutenção da posição na via de circulação (associado ao ACC Stop & Go);

-          Sistema ativo de vigilância do ângulo morto.

 

O sistema inédito de visão noturna utiliza uma câmara de infravermelhos e permite a deteção de seres vivos à frente do veículo, de noite ou com visibilidade reduzida. A introdução do sistema garante a deteção até aos 200/250 m, para além do alcance das luzes de máximos, com uma visualização central da visão de infravermelhos na instrumentação digital, ou seja, no campo de visão do condutor.

 

Em condução urbana, o condutor dispõe também de assistências para algumas manobras, como o Visiopark 2 (visão a 360°) ou mesmo a última geração do Full Park Assist com função perimétrica Flankguard (apenas com a caixa automática EAT8). Neste caso, o sistema gere automaticamente a direção, o acelerador e os travões para entrar e sair do lugar de estacionamento.

 

Os equipamentos conectados não foram esquecidos, sendo que o novo Peugeot 508 integra:

-          Função Mirror Screen, compatível com os protocolos MirrorLink®, Android Auto e Apple CarplayTM e com reconhecimento de voz (via smartphone);

-          Carregamento do smartphones por indução (aparelhos compatíveis com a norma Qi) 

 

Quanto ao pack Peugeot Connect, este está incluído na navegação 3D conectada com TomTom® Traffic e alarga-se agora às possibilidades oferecidas pelas novas tecnologias, em três domínios: navegação e segurança (Peugeot Connect SOS & Assistência), e manutenção (serviços telefónicos dos packs Peugeot Connect*).

*Disponível dependendo do país

 

Eficiência e performance

Seja a arquitetura do automóvel, o desenho da carroçaria, a otimização das dimensões, a redução de peso, a aerodinâmica ou os grupos propulsores, tudo foi desenvolvido com o objetivo de obter valores inéditos de emissões de CO2.

 

Assim, o novo Peugeot 508 beneficia da nova geração Euro6.2d de motores PureTech e BlueHDi (com tecnologia SCR) para alcançar valores de emissões de CO2 best in class. Estas performances são ainda mais notáveis, dado que têm em conta os novos requisitos técnicos da norma WLTP, que consiste na harmonização entre os consumos homologados e os consumos obtidos em utilização pelos clientes.

 

Na oferta a gasolina, são duas as novas propostas (conforme os mercados) elaboradas com base no motor 1.6 PureTech :

-          PureTech 180 cv EAT8;

-          PureTech 225 cv EAT8 (unicamente na versão GT). Associada a modo sport da suspensão pilotada, esta proposta assegura o brio e a capacidade de resposta dignos da assinatura GT.

Na gama Diesel, estão disponíveis quatro opções (conforme os mercados) construídas com base nas motorizações 1.5 e 2.0 BlueHDi:

-          BlueHDi 130 cv CVM6, constitui o acesso à gama e a única versão com caixa mecânica de seis velocidades;

-          BlueHDi 130 cv EAT8;

-          BlueHDi 160cv EAT8;

-          BlueHDi 180 cv EAT8.

 

3 perguntas a… Bernard Hesse, Chefe de Projeto Marca do novo Peugeot 508

Qual é o cliente alvo para o novo Peugeot 508?

“No nicho muito peculiar das berlinas do segmento D, o maior canal de difusão na Europa continua a ser o B2B, composto por um tipo de cliente muito exigente em matéria de custos de manutenção e de valores de retoma. Neste último aspeto, a subida em gama Peugeot permite-nos rivalizar, nestes critérios, com a melhor concorrência generalista, mas também com a concorrência premium. No que diz respeito aos clientes particulares, que deverão constituir perto de 35 % das nossas vendas, os nossos estudos de mercado mostram um forte potencial de atratividade da nossa berlina de 5 portas fastback junto de clientes com idades compreendidas entre os 40 e os 45 anos.”

 

A gama de motorizações é suficiente em versões e performances?

“Sim. As nossas 6 propostas a gasolina e Diesel cobrem um leque de potências dos 130 aos 225 cv. Além disso, em linha com o mix do segmento associado às expetativas B2B, propomos a nossa caixa automática de 8 velocidades, associada às mais recentes ajudas de condução, em todas as versões, com exceção da de acesso à gama. Quanto às emissões e aos consumos, e de acordo com as normas NEDC 2018 [nota: New European Driving Cycle 2018], a nossa gama a gasolina PureTech e o nosso Diesel 1.5 BlueHDi situam-se entre as melhores propostas do mercado. Por exemplo, para o BlueHDi 130 cv EAT8 anunciamos 98g/km de CO2, e 123g/km para o PureTech 180 cv EAT8.”

 

Para quando uma versão híbrida?

O nosso grupo propulsor a gasolina Híbrido Plug-In será adaptado para o novo Peugeot 508, com comercialização agendada para o outono de 2019.

 

Produzido em França

O novo Peugeot 508 é produzido na fábrica de Mulhouse, com as unidades francesas de Trémery e Douvrin encarregues do fornecimento de todos os grupos propulsores. Como tal, o lançamento do novo Peugeot 508 será associado à marca “Origine France Garantie”.

 

Com estreia marcada para o Salão de Genebra 2018, o novo Peugeot 508 iniciará a sua comercialização, a nível internacional, a partir do mês de setembro.

 

As principais dimensões do novo Peugeot 508

Com um comprimento total de 4,75 m, o novo Peugeot 508 posiciona-se entre as berlinas mais compactas do mercado mainstream e aproxima-se da concorrência premium. Relativamente semelhante ao Audi A5 Sportback, o novo Peugeot 508 é 11 cm mais curto do que o VW Arteon (4,86 cm). Embora o seu comprimento tenha diminuído 8 cm face à anterior geração, a distância entre eixos – de 2,79 m – apenas foi reduzida em 2,4 cm, mantendo uma habitabilidade compatível com o tipo de utilização dos clientes do segmento. Deste modo, o novo Peugeot 508 oferece uma relação distância entre eixos/dimensões compactas que é uma das melhores do segmento.

 

As projeções de carroçaria dianteira e traseira foram reduzidas de forma a acentuar a dinâmica da silhueta e aumentar a agilidade em estrada e nas manobras. Assim, o raio de viragem é bem melhor do que o da anterior geração, com menos 1,5 m! Com 10,80 m entre passeios, o novo Peugeot 508 posiciona-se, desde já, como o melhor do seu segmento, incluindo os modelos de tração traseira.

 

O novo Peugeot 508 revela uma silhueta particularmente musculada e compacta. A sua largura de 1,84 m – mais 2 cm do que a anterior geração – mantêm-se, contudo, dentro da média do segmento. É a sua altura excecionalmente contida de 1,40 m (menos 6 cm face ao modelo antecessor) que o torna tão longilíneo e perfeitamente equilibrado. Esta arquitetura baixa, possível graças à adoção de portas sem molduras, não implica quaisquer constrangimentos em termos da habitabilidade ao nível da cabeça (ver abaixo) e posiciona, desde já, o modelo como uma das grandes berlinas mais dinâmicas do mercado, a que mais se aproxima dos seus concorrentes, como o Audi A5 Sportback.

 

O novo Peugeot 508 beneficia também de uma aerodinâmica notável, com um Cx de 0,26 e um SCx de 0,57 m2.

 

Por fim, as dimensões das rodas acompanham a subida em gama e adaptam-se a cada versão/nível de equipamento. Com medidas de 16 a 19 polegadas, estão disponíveis 8 propostas de jantes em toda a gama.

 

Uma habitabilidade otimizada

Graças à sua arquitetura otimizada, o novo Peugeot 508 proporciona, simultaneamente, dimensões compactas e um habitáculo adaptado ao tipo de utilização dos clientes deste segmento. Assim, se o espaço ao nível da cabeça é comparável à de um Audi A5 Sportback, a largura ao nível dos cotovelos nos lugares dianteiros atinge 1,455 m, ou seja, mais 5 cm do que no modelo alemão. O mesmo se passa nos lugares traseiros, onde o espaço disponível ao nível dos joelhos dos passageiros é mais generoso em 3 cm. Ao nível do comprimento, as cotas dos dois modelos são, portanto, rigorosamente iguais.

 

No que respeita à bagageira, para além do seu volume de 487 litros, destaca-se também uma funcionalidade inteligente graças ao seu portão traseiro ”Easy Open”. Este tipo de abertura permite otimizar as operações de colocação de bagagem/volumes, num espaço de volume global integralmente visível desde a abertura, graças a uma chapeleira Full Access desmontável, em que uma parte é solidária com o portão traseiro. Com as suas formas simples, a totalidade do volume disponível é mais facilmente aproveitável dado que o piso da bagageira é mais baixo e mais largo do que na geração anterior.

 

A modularidade não foi, obviamente, esquecida, contando com bancos traseiros rebatíveis assimetricamente (2/3 -1/3) e abertura para esquis integrada no apoio de braços central traseiro. Com os bancos traseirosrebatidos, a bagageira disponibiliza uma capacidade de 1.537 litros, contando com o aproveitamento total do espaço livre até ao tejadilho.