A mobilidade "easy" começa a rodar na SEAT Martorell com a Mobike e ByBus

Mover-se com mais facilidade, eficácia e sustentabilidade. Com este objetivo em mente, a SEAT lança a fase piloto de dois projetos destinados a tornar a mobilidade mais fácil e sustentável e reduzir o número de veículos que circulam na fábrica com a colaboração da Mobike e ByBus.

 

 

Christian Vollmer, vice-presidente de produção da SEAT, afirmou que “Somos mais de 13.000 funcionários na SEAT Martorell, o nosso tamanho é igual ao de pequenas cidades como Trifa ou Formentera e temos a possibilidade de implementar soluções para exportar mais tarde para o exterior. Se queremos ser uma referência na mobilidade do futuro e torná-la mais limpa e sustentável nas grandes cidades, temos primeiro de começar por casa”.

 

SEATBike, da Mobike, revoluciona a mobilidade na 'SEAT Smart City'

Mobike, o popular serviço de partilha de bicicletas, chega com mais de 100 unidades à fábrica de Martorell, que se está a tornar gradualmente numa pequena smart city de referência. A SEAT celebrou um acordo de colaboração com a empresa para iniciar um teste piloto com o objetivo de testar o funcionamento do modelo e analisar os benefícios para os colaboradores.

 

Durante as duas primeiras semanas, desde a implementação do teste, a SEATBike já tem mais de 2.000 utilizadores registados e foram efetuadas mais de 4.700 viagens.  Os funcionários já economizaram 129 horas em viagens dentro da SEAT Martorell, fazendo viagens de uma média de 5 minutos de duração para distâncias aproximadas de 800 metros.

 

Para utilizar o serviço, os funcionários simplesmente fazem o download da aplicação oficial Mobike e registam-se. O capacete é obrigatório e é proibido andar dentro das oficinas ou à noite sem o colete refletor. Por outro lado, a fábrica terá áreas específicas para estacionamento de bicicletas.

 

ByBus inicia o segundo teste piloto para funcionários

O projeto ByBus, desenvolvido pela equipa da SEAT Metropolis: Lab Barcelona, nasce com o objetivo de melhorar a eficácia do transporte público com um serviço adaptado às exigências dos utilizadores. A iniciativa procura otimizar as linhas de autocarros existentes, oferecendo itinerários flexíveis adaptados à procura em tempo real. Após o anúncio de um teste piloto em Woflsburg (Alemanha), a implementação começa numa segunda fase piloto na fábrica da SEAT em Martorell.

 

Para esta fase piloto ByBus, três Alhambras estão à disposição dos funcionários, com o objetivo de oferecer a possibilidade de viajar sob pedido entre os diferentes pontos da SEAT Martorell. Para isso, os funcionários devem solicitar o serviço ByBus, indicando a sua localização, destino e o número de acompanhantes, aproximadamente dez minutos antes da partida. Uma vez efetuada a reserva, um automóvel com condutor recolhe o utilizador na paragem mais próxima e leva-o ao local solicitado. Nas primeiras semanas de operação, o serviço já transportou mais de 3.000 passageiros.


SEATBike e ByBus são dois serviços gratuitos e serão testados nos próximos meses para testar os dois modelos, analisar o seu funcionamento e avaliar os benefícios que eles representam para os funcionários da Martorell.

 

SEAT Martorell, uma cidade inteligente?

Os mais de 13.000 funcionários que passam pelo complexo industrial de Martorell todos os dias, levaram a SEAT a promover vários projetos focados em elevar o centro como uma pequena cidade inteligente. A empresa trabalha há anos no desenvolvimento urbano baseado na sustentabilidade, adaptando as iniciativas realizadas às necessidades dos seus 'habitantes'.

 

Além das iniciativas para melhorar a mobilidade, a SEAT reduziu a pegada ambiental da sua atividade produtiva em 35% nos últimos oito anos e lançou grandes projetos como o CARS (Centro de Cuidados de Saúde e Reabilitação), onde a todos os trabalhadores da SEAT são oferecidos serviços avançados em medicina preventiva, cuidados e reabilitação, com especialidades em traumatologia, cardiologia, ginecologia, saúde mental, diagnóstico por imagem, fisioterapia, fitness e reabilitação. Em 2018, mais de 70.000 intervenções foram realizadas nessas instalações.