Vendas SEAT disparam 37% em setembro

As vendas mundiais da SEAT alcançaram um novo recorde. Entre janeiro e setembro, o construtor automóvel entregou 454.800 veículos, mais 9,4% do que em igual período de 2018 (415.600 automóveis). Estes números representam o melhor resultado da história da SEAT, superando largamente o recorde anterior, alcançado entre janeiro e setembro de 2018.

 

 

No último mês, as vendas da SEAT dispararam 36,7% para um total de 43.200 veículos (2018: 31.600). Este crescimento deve-se, em parte, ao efeito da entrada em vigor da normativa WLTP em setembro de 2018, o que provocou um forte crescimento das vendas em julho e agosto desse ano e uma consequente descida em setembro. Os 43.200 automóveis comercializados resultam, além de tudo, no melhor mês de setembro da história da SEAT, superiorizando-se ao valor alcançado em 2017 (39.800).

 

As entregas da CUPRA* também conheceram um novo impulso, solidificando o crescimento graças ao CUPRA Ateca. Entre janeiro e setembro, a nova marca vendeu 18.700 automóveis, mais 75,1% face ao período homólogo de 2018.

 

O Vice-presidente de Vendas e Marketing da SEAT e CEO da CUPRA, Wayne Griffiths, sublinhou que “o crescimento de setembro ficou marcado pelas normas WLTP. Continuamos a conquistar quota de mercado e no acumulado do ano estamos perto de conseguir, mais uma vez, um crescimento a dois dígitos. O nosso objetivo consiste em mantermos este ritmo até ao final do ano, alcançando mais um recorde de vendas numa conjuntura cada vez mais incerta”.

 

Entre janeiro e setembro, quatro dos nove mercados mais importantes da SEAT alcançaram o maior volume de vendas da sua história. A Alemanha lidera o grupo e, a um trimestre do final do ano, já superou a barreira dos 100.000 automóveis vendidos (104.100; +15,2%). O Reino Unido, o terceiro mercado para a SEAT, cresceu 8,7% com um total de 54.900 veículos. A Áustria ocupa o oitavo lugar com 17.000 unidades entregues (+6,2%) e a Suíça fecha este ranking (9.800; +16,5%).

 

Espanha continua a ser o segundo maior mercado para a SEAT na venda de veículos (86.600 unidades; +0,9%) e domina a tabela de marcas e de veículos matriculados. Por outro lado, França (27.900; +19,1%) e Itália (20.400; +25,7%) mantêm um forte crescimento, rumando aos seus melhores resultados desde 1996 e 1992, respetivamente.

 

Os resultados da SEAT também se destacam noutros países como, por exemplo, o México (18.300; +6,8%), Países Baixos (9.000; +32,3%), Portugal (8.700; +10%), Suécia (6.800; +23,2%), Dinamarca (5.800; +52,6%) e Irlanda (4.000; +10,4%). Na Suécia e Dinamarca, a SEAT também alcançou o melhor resultado histórico de vendas entre janeiro e setembro.

 

SEAT Portugal mantém-se no TOP 10 das marcas mais vendidas

Em Portugal, a SEAT continua a registar bons resultados, face ao recuo generalizado do mercado, totalizando, em setembro, o equivalente de vendas de 54,7%. No que respeita ao valor acumulado entre janeiro e setembro de 2019, a Marca alcançou um aumento de vendas de 10%, num momento em que o mercado registou uma descida de 4,7%, consolidando o seu lugar no TOP 10 das marcas mais vendidas. A SEAT Portugal totaliza assim, no período mencionado, 8.694 viaturas entregues no mercado português (contra 7.905 automóveis em 2018).

 

* Resultado incluido no total de vendas da SEAT.