Alfa Romeo Racing ORLEN revela o novo C41

Só um número limitado de membros da equipa principal esteve presente na espetacular cerimónia de apresentação realizada no impressionante palco do Grande Teatro, na capital da Polónia, tendo os media, fãs e empregados sido convidados a assistir virtualmente, no respeito pelas regras locais relativas à Covid. Tal como o C41, os pilotos da equipa, Kimi Räikkönen e Antonio Giovinazzi, e o piloto reserva, Robert Kubica, entraram em palco com um impressionante novo visual.

 

Com um inédito esquema de cores, concebido pelo Centro Stile da Alfa Romeo e com os já tradicionais tons vermelho e branco da equipa, o monolugar, projetado sob a coordenação do Diretor Técnico, Jan Monchaux, representa uma evolução do C39 que correu na época de 2020. Devido às restrições impostas pela regulamentação, o carro mantém muitos dos componentes do antecessor, mas continua a surpreender pela renovada imagem, em particular no que diz respeito ao nariz, área em que a equipa decidiu focar os sinais de desenvolvimento. Sob a carroçaria, espreita um novo motor Ferrari, pronto para rugir em menos de uma semana, altura em que a equipa embarca numa nova temporada com o shakedown do C41 na sexta-feira, em Barcelona.

 

O logo Alfa Romeo é ladeado pelo Quadrifoglio – trevo de quatro folhas –, tradicionalmente associado ao empenho da Alfa Romeo no desporto automóvel, e pelo logo da Autodelta, a lendária equipa de competição da marca. Estes logótipos adornam a carroçaria, contribuindo para criar um dos monolugares em destaque na grelha, com um design clássico que personifica a paixão e a tradição das marcas que representa.

 

Para a temporada de 2021 do Campeonato Mundial de Fórmula 1, a Alfa Romeo está, uma vez mais, ao lado da Sauber Motorsport. A parceria entre duas das mais reconhecidas marcas no desporto automóvel começou em 2018, quando a Alfa Romeo se juntou à equipa na qualidade de Patrocinador Titular. Nestes três anos de colaboração operacional, a Equipa conquistou importantes resultados. Fiel ao seu perene espírito de competitividade, a Alfa Romeo aceita novamente o desafio.

 

A parceria entre a Alfa Romeo e o Sauber Group não se limita à competição automóvel. A colaboração, tanto técnica como comercial, permite transferir a competência técnica da Sauber Engineering para as viaturas de estrada de produção em série da Alfa Romeo. O projeto Giulia GTA beneficia particularmente desta duradoura parceria, alavancando o inestimável know-how técnico dos departamentos de Engenharia e Aerodinâmica da Sauber AG, tendo a Alfa Romeo confiado à divisão de Engenharia da Sauber a produção da maior parte dos componentes em fibra de carbono do GTA e GTAm, em especial dos que têm impacto sobre a aerodinâmica. 

 

Frédéric Vasseur, Diretor de Equipa da Alfa Romeo Racing ORLEN e CEO Sauber Motorsport AG: 

“A apresentação de um novo carro é sempre um momento emocionante, o culminar de meses de trabalho e de empenho de todos na fábrica e o início de uma nova aventura. Julgo que a filosofia em que a equipa se baseia se mantém: amanhã, temos que fazer um trabalho melhor do que fizemos hoje. Acabámos em 8º na última época, por isso temos que ambicionar um resultado melhor em 2021. Para tal, há que continuar a fazer progressos em cada departamento, em pista e na sede. Neste momento, todas as equipas da grelha alimentam expectativas muito elevadas, todas esperam fazer um bom trabalho no inverno e estar bem posicionadas para a primeira corrida, mas já falta pouco para todos mostrarem as suas cartas.”

 

Jan Monchaux, Diretor Técnico da Alfa Romeo Racing ORLEN:

“O C41 é o resultado de uma situação muito invulgar na Fórmula 1, em que os regulamentos nos impediram de desenvolver um carro completamente novo. Por esta razão, o nosso monolugar para a época de 2021 possui muitos componentes em comum com o C39, com exceção daqueles que os regulamentos nos obrigaram a alterar, como a parte inferior do chassi e a estrutura de segurança no nariz, no qual usámos os nossos dois tokens de desenvolvimento. Isso significa que, quando chegarmos aos testes, vamos conhecer o carro muito melhor do que habitualmente, mas ainda será crucial aproveitar ao máximo esses três dias para verificar se a realidade vai ao encontro das nossas expectativas e para conhecer os novos pneus. Estamos prontos para a nova época e mal podemos esperar para ver o nosso novo carro em pista.”